Estudo Candeia – Nariz empinado/Cara no chão

Categories: Candeia,Notícias

Nariz empinado/Cara no chão

Lucas 18:1-14

1 Então Jesus contou aos seus discípulos uma parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar.

end ngRepeat: v in verses

2 Ele disse: “Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem se importava com os homens.

end ngRepeat: v in verses

3 E havia naquela cidade uma viúva que se dirigia continuamente a ele, suplicando-lhe: ‘Faze-me justiça contra o meu adversário’.

end ngRepeat: v in verses

4 “Por algum tempo ele se recusou. Mas finalmente disse a si mesmo: ‘Embora eu não tema a Deus e nem me importe com os homens,

end ngRepeat: v in verses

5 esta viúva está me aborrecendo; vou fazer-lhe justiça para que ela não venha me importunar’ “.

end ngRepeat: v in verses

6 E o Senhor continuou: “Ouçam o que diz o juiz injusto.

end ngRepeat: v in verses

7 Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar?

end ngRepeat: v in verses

8 Eu lhes digo: ele lhes fará justiça, e depressa. Contudo, quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra? “

end ngRepeat: v in verses

9 A alguns que confiavam em sua própria justiça e desprezavam os outros, Jesus contou esta parábola:

end ngRepeat: v in verses

10 “Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro, publicano.

end ngRepeat: v in verses

11 O fariseu, em pé, orava no íntimo: ‘Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano.

end ngRepeat: v in verses

12 Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho’.

end ngRepeat: v in verses

13 “Mas o publicano ficou à distância. Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: ‘Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador’.

end ngRepeat: v in verses

14 “Eu lhes digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado”.

 

Encontro – Quebra Gelo:

Que experiência recente foi humilhante para você? 

Exaltação: 

  1. Cântico 1 – _________________________________.
  2. Cântico 2 – _________________________________.

Edificação:

Verdade

Nos primeiros séculos da era cristã, os juízes eram exageradamente corruptos. Sem propinas, aqueles que precisavam dos seus serviços, tinham suas causas impossibilitadas. Jesus então conta a estória desta viúva para ensinar aos seus discípulos o valor da oração persistente.

Cuidado! Quando alguém se ajoelha para orar deve ser, além de persistente, humilde. Acima de tudo, não convém se valer dos próprios recursos para enfrentar os desafios circunstanciais. É preciso confiar em Deus e em seu poder. Pois o “nariz empinado” precede a queda.

Para enfatizar esta verdade, Jesus conta a estória do Fariseu e do Publicano. O fariseu além de se considerar justo por seu desempenho pessoal, despreza o semelhante e o diferente por se sentir mais santo, melhor e mais digno da graça de Deus.

Mas Deus, ao contrário do Juiz iníquo e do fariseu religioso, vê e ouve a oração honesta do coração rendido. Imediatamente, conceder ganho de causa à viúva e por fim declara: “ o Publicano desceu para sua casa justificado e o Fariseu não”. Portanto, se você andar por aí de nariz empinado, vai acabar de cara no chão.

O que mais chamou sua atenção nesse texto (Lc 18.1-14)?

Capacitação

1)- Qual é o problema dessa mulher?

2)- O que ela tinha a seu favor?

3)- Por que você acha que o fariseu agiu desse modo?

Prestação de Contas

1)- O que esta parábola lhe ensina?

2)- Quanto do fariseu e do publicano você vê em si mesmo?

3)- Qual o gral de importância o ensino de Jesus tem pra você? Por quê?

Evangelização – Missão

1)- Com que objetivos Jesus contou esta parábola para seus discípulos?

2)- Por que a oração pode ser uma forma de demonstrar amor ao outro?

 Oração

1)- Como você quer que este grupo ore por você?

2)- Coloque os seus familiares diante de Deus em oração.

 

Versão paraImpressão