Estudo Candeia – A provisão de Deus em tempo de sequidão.

Categories: Candeia,Notícias

Estudo Dirigido para Candeias

A provisão de Deus em tempo de sequidão.

1 Reis 17. 1-24

1 Ora, Elias, o tesbita da Tisbe de Gileade, disse a Acabe: “Juro pelo nome do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo, que não cairá orvalho nem chuva nos anos seguintes, exceto mediante a minha palavra”.
2 Depois disso a palavra do Senhor veio a Elias:
3 “Saia daqui, vá para o leste e esconda-se perto do riacho de Querite, a leste do Jordão.
4 Você beberá do riacho, e dei ordens aos corvos para o alimentarem lá”.
5 E ele fez o que o Senhor lhe tinha dito. Foi para o riacho de Querite, a leste do Jordão, e ficou por lá.
6 Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho.
7 Algum tempo depois, o riacho secou-se por falta de chuva.
8 Então a palavra do Senhor veio a Elias:
9 “Vá imediatamente para a cidade de Sarepta de Sidom e fique por lá. Ordenei a uma viúva daquele lugar que lhe forneça comida”.
10 E ele foi. Quando chegou à porta da cidade, encontrou uma viúva que estava colhendo gravetos. Ele a chamou e perguntou: “Pode me trazer um pouco d’água numa jarra para eu beber? “
11 Enquanto ela ia indo buscar água, ele gritou: “Por favor, traga também um pedaço de pão”.
12 “Juro pelo nome do Senhor, o teu Deus”, ela respondeu, “não tenho nenhum pedaço de pão; só um punhado de farinha num jarro e um pouco de azeite numa botija. Estou colhendo uns dois gravetos para levar para casa e preparar uma refeição para mim e para o meu filho, para que a comamos e depois morramos. “
13 Elias, porém, lhe disse: “Não tenha medo. Vá para casa e faça o que disse. Mas primeiro faça um pequeno bolo com o que você tem e traga para mim, e depois faça algo para você e para o seu filho.
14 Pois assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘A farinha na vasilha não se acabará e o azeite na botija não se secará até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a terra’ “.
15 Ela foi e fez conforme Elias lhe dissera. E aconteceu que a comida durou todos os dias para Elias e para a mulher e sua família.
16 Pois a farinha na vasilha não se acabou e o azeite na botija não se secou, conforme a palavra do Senhor proferida por Elias.
17 Algum tempo depois o filho da mulher, dona da casa, ficou doente, foi piorando e finalmente parou de respirar.
18 E a mulher reclamou a Elias: “Que foi que eu te fiz, ó homem de Deus? Vieste para lembrar-me do meu pecado e matar o meu filho? “
19 “Dê-me o seu filho”, respondeu Elias. Ele o apanhou dos braços dela, levou-o para o quarto de cima onde estava hospedado, e o pôs em cima da cama.
20 Então clamou ao Senhor: “Ó Senhor, meu Deus, trouxeste também desgraça sobre esta viúva, com quem estou hospedado, fazendo morrer o seu filho? “
21 Então ele se deitou sobre o menino três vezes e clamou ao Senhor: “Ó Senhor, meu Deus, faze voltar a vida a este menino! “
22 O Senhor ouviu o clamor de Elias, e a vida voltou ao menino, e ele viveu.
23 Então Elias levou o menino para baixo, entregou-o à mãe e disse: “Veja, seu filho está vivo! “
24 Então a mulher disse a Elias: “Agora sei que tu és um homem de Deus e que a palavra do Senhor, vinda da tua boca, é a verdade”.

Encontro – Quebra Gelo:

Qual é o seu lanche preferido?  

Exaltação: 

Cântico 1 – _________________________________.

Cântico 2 – _________________________________.

Edificação:

Verdade

Este capítulo descreve o confronto político entre o profeta Elias e o rei Acabe. Este gera um tempo de sequidão e escassez para a vida do povo. O profeta anunciou o julgamento de Deus àqueles que se atrevem a trair Javé, o Deus da vida. Mas quem está com Javé achará o necessário para viver. Elias em obediência ao Senhor foi para as margens do riacho de Querite onde comeu sanduíches, servido por corvos. 

Depois que o riacho secou foi para Serepta, lá encontrou uma viúva com seu filho, ela ia preparar a última refeição para eles e morrer. Ainda assim, pela fé, dividiu com o profeta o seu único pão. Quando demonstrou disposição em confiar em Deus, Ele supriu suas necessidades mais urgentes.

Mesmo num contexto de escassez, o seu filho morreu, o primeiro impulso da viúva foi se culpar por algum pecado, mas não foi o caso, pois Deus o devolveu a ela com vida. O texto revela que o exercício da fé deve preceder as atitudes dos crentes. 

O mundo, independente da política, está sob o domínio de Deus. Portanto, Jesus não é um profeta, mas O profeta que supre as necessidades dos seus filhos de forma sobrenatural ou mesmo usando alguém com mãos vazias de recursos, mas  com o coração cheio de fé e obediência a Deus.    

Capacitação 

1)- O que o impressiona sobre Elias neste texto?

2)- O que você acha que a viúva pensou das palavras de Elias nos versos 13 e14?

3)- O que gerou sequidão e escassez para a vida do povo na terra ?

 

Prestação de Contas

1)- Você acredita que Deus o pune quando peca ou o faz prosperar quando é bonzinho?

2)- Quem orienta o seu coração em tempo de sequidão? Explique!

3)- Que jarras e botijas estão secas na sua vida?

 

Evangelização – Missão

1)- Após a última refeição às margens do rio Querite, Elias saiu com mais ou menos fé? Por quê?

2)- O que levou a viúva a obedecer o pedido, aparentemente absurdo, de Elias?

 Oração 

1)- Você tem algum pedido “impossível” para fazer diante do Senhor?

2)- Como esta candeia pode orar por você?

Versão para impressão